07.06 DIOR NO MUNDO

AJUSTES FINAIS

IMAGEM

Como noticiamos ontem, a exposição Le Petit Théâtre Dior  encontra-se em escala em Chengdu, na China. Assistimos a sua preparação e à instalação dos vestidos.

Após sua viagem de Paris a Chengdu, foi preciso esperar um mês para que Le Petit Théâtre Dior  pudesse revelar seus 60 vestidos em miniatura apresentados em 12 estojos em tons de cinza. Agora é o momento dos ajustes finais: um técnico garante que o fundo sonoro da instalação Grand Bal Dior  esteja perfeitamente sincronizado com a valsa de três tempos do suntuoso vestido Schuman  em miniatura e os dez pares que o rodeiam. Mais adiante, o vestido pastel do desfile de alta costura outono-inverno 2012-2013 de Raf Simons para Dior encontra-se cuidadosamente exposto no interior de um tubo gigante de batom. Em seguida, nossa atenção volta-se para a peça dedicada aoJ’adoreque reconstitui toda a magia e a opulência da Galeria dos Espelhos de Versalhes, com paredes que parecem douradas em folhas de ouro e, no teto, um lustre inusitado, composto por minifrascos de perfume. Ao lado, outra instalação desperta nossa curiosidade: um chão de flores digitais evoca um jardim francês, onde florescem, como belos buquês, dois frascos de Diorissimo.  O vestido Miss Dior  imaginado por Christian Dior em 1949 floresce no meio de sua flor, como um botão gracioso que aparece e desaparece entre as pétalas. Este trabalho minucioso e preciso permite reencontrar por meio de 12 instalações declinadas em 12 nuances de cinza – a tonalidade preferida do estilista – a essência do espírito Dior reunida através de 60 vestidos em proporções delicadas. 

MAIS MÍDIAS

ADICIONAR TAG : DIOR NO MUNDO