Desfile Prêt-à-Porter
Outono-Inverno 2018-2019

27 de fevereiro de 2018 - Paris - 15h00 (GMT+1)

"Nos anos 60, tudo era uma questão de personalidade. Pela primeira vez, as modelos passaram a ser celebridades. Era uma época de grandes projetos, de muita criatividade, e essas mulheres inventaram a si mesmas."
Diana Vreeland

Os aniversários podem trazer à tona memórias excepcionais. Recordar é também se reinventar e dar asas à imaginação. Cinquenta anos depois da onda de vigor e criatividade que marcou o ano de 1968, Maria Grazia Chiuri propõe o renascimento dessa época, no decorrer da qual as regras da moda sofreram uma verdadeira reviravolta. O incentivo ao surgimento de novas ideias, à criatividade pela criatividade, ao engajamento e à viagem como forma de conhecer o outro e a si mesmo colocaram a juventude como protagonista. Para essa coleção de prêt-à-porter Outono-Inverno 2018-2019, a Diretora Artística da Dior foi guiada por esses símbolos e essas atitudes que representam a busca pela autenticidade. Surgem, assim, magníficos bordados de lã sobre vestidos em organza, jeans trabalhados e estampados, bolsas inspiradas nos arquivos da Maison, com alça a tiracolo com motivo étnico, ou patchworks feitos de tecidos oriundos desse mesmo patrimônio: as peças se transformam em verdadeiras janelas para o mundo. O poncho é usado livremente. Os ornamentos são valorizados e tornam-se embaixadores das diferentes culturas que representam. A coleção evolui em um espírito de liberdade, tanto na criação quanto nas combinações, nas formas e nos materiais. Essa forma de libertação e de escolha da própria imagem é exatamente o que Maria Grazia Chiuri reivindica para as mulheres de hoje. O kilt, apresentado em diferentes tamanhos e com materiais surpreendentes, como o point desprit, é associado a casacos masculinos e a outros casaquinhos. A malha, fortemente presente, também é bordada e tem um caimento fluido. Os vestidos aparecem mais curtos e são usados com botas over the knee inspiradas nos motoqueiros. Com seu olhar aguçado sobre a moda, a criadora mergulha em uma época singular e extraordinária, pois mudar o mundo também implica em mudar as formas de se vestir. Foi Diana Vreeland, carismática redatora-chefe da Vogue americana entre 1963 e 1971, que lançou o termo "youthquake", dando origem às "youthquakers". Os tempos mudam, assim como os corpos, os rostos, as atitudes e as personalidades das pessoas que lançaram essa revolução indumentária, transformando definitivamente nossa maneira de se vestir. A moda é questionada mais uma vez, mas se reinventa incessantemente para contar uma nova história, que se afirma e se contradiz. Inclusive, quando um grupo de moças usando minissaia se manifesta em frente à boutique Dior com cartazes dizendo "Mini skirts forever", em setembro de 1966, como vemos em uma foto da época, Marc Bohan, então Diretor Artístico da Dior, cria a coleção Miss Dior e reinterpreta a ideia de feminilidade construída por Christian Dior. Maria Grazia Chiuri, por sua vez, reequilibra abertamente o retorno do uniforme nesta coleção, para trazer de volta essas reivindicações: o indivíduo prevalece sobre as diferenças de gênero e a igualdade de direitos e deveres permanece como a grande conquista dessa época.

Saiba mais
Fechar

Entrevista com Maria Grazia Chiuri

Entrevista com Peter Philips

ADICIONAR AO CALENDÁRIO
SELECIONAR O SEU CELENDÁRIO
RECEBER TUDO SOBRE O DESFILE
Vídeo do Desfile, os Looks, o Backstage e vários outros conteúdos sobre o Desfile... sejam os primeiros a serem informados sobre o lançamento ao vivo em Dior.com.
ESCOLHA A OU AS NEWSLETTERS QUE DESEJA RECEBER:
Todos os campos são obrigatórios. Ao clicar em Validar, você aceita receber as últimas novidades e exclusividades da Dior.
Todos os campos são obrigatórios. Ao clicar em Validar, você aceita receber as últimas novidades e exclusividades da Dior.
Sua inscrição na newsletter Dior foi realizada
BAIXAR O APLICATIVO DIORMAG
O aplicativo está disponível em diferentes plataformas para download.
SELECIONE SEU OS

Desfile Prêt-à-Porter
Outono-Inverno 2018-2019

27 Fevereiro 2018 - Paris - 15H00 (GMT+01)

Topo da página