Desfile Masculino Inverno 2024-2025

On-line em 19 de janeiro, às 11h (horário de Brasília)

“Eu estava pensando na relação entre a bailarina Margot Fonteyn e Monsieur Dior. A interpretação masculina dessa ideia também envolveu considerar seu parceiro de dança mais famoso: Rudolf Nureyev. Nureyev tem uma ligação com minha história pessoal por causa do meu tio, o fotógrafo Colin Jones.

...

Looks

03 / 59

BALÉ DE ESTILO

Da sombra à luz, a cenografia do desfile Dior Inverno 2024-2025 reflete a ideia de contraste contida nas silhuetas criadas por Kim Jones. Um diálogo de movimento(s), entre o intimista e o teatral, o rigor e a graciosidade, ganha vida sob uma esfera celeste repleta de estrelas, como um tributo definitivo a Rudolf Nureyev, a figura inspiradora da linha, seguindo o movimento circular da passarela giratória. Uma coreografia hipnótica, poderosamente marcada pelas notas intensas da música Dance of the Knights revisitada por Max Richter. Um momento de verdadeiro enlevo.

ELEGÂNCIA MÁXIMA

Na poesia da elegância, cortes, materiais e formas se cruzam e se fundem em um balé surpreendente definindo um guarda-roupa original, em um tributo discreto à arte da dança. Uma ode à tradição da Maison, a alfaiataria de Yves Saint Laurent, uma grande inspiração no coração da coleção, é transposta para a moda masculina com volumes, fendas, pregas e decotes reinventados, enquanto o icônico tailleur Bar é moldado por novas proporções e unido ao terno Oblique de Kim Jones. Pela primeira vez, o Diretor Artístico revela uma coleção masculina de estilo com silhuetas singulares que oscilam entre disciplina e extravagância. Adornadas alternadamente com bordados maravilhosos, as criações são expressões luminosas do virtuosismo dos Ateliês.

GRACIOSIDADE ADICIONAL

Entre pureza e extravagância, os calçados agregam uma graciosidade leve e estruturada à silhueta. Sneakers se transformam em sapatilhas ousadas, indo da profundidade do preto ao brilho de tons irisados, do pastel ao fluorescente. Delicados scarpins de dança são apresentados em couro ou Nylon, com ou sem elástico. Meias altas são usadas com uma variedade de shorts que revelam as pernas. Os artigos em couro adornam os looks com curvas elegantes e fluidas que combinam funcionalidade e modernidade, como clutch pochettes com cinto ou bolsas Camera decoradas com as linhas estruturais do Macrocannage. Um toque final discreto, os chapéus recriam os modelos criados por Stephen Jones em 1999 para o guarda-roupa feminino e assumem a forma de um turbante sublime. Um balé encantador de cores e requinte.