DESCUBRA TÊTE DE MORT

  •  “As grandes celebrações são essenciais porque elas nos alegram”, Christian Dior

UMA ODE À VIDA

  • A nova coleção de joalheria Tête de Mort concebida por Victoire de Castellane é inspirada no amor de Christian Dior pela vida e reinterpreta as locuções latinas «Memento Mori» e «Carpe Diem», dois preceitos que lembram que é preciso aproveitar cada momento.

UM SAVOIR-FAIRE METICULOSO

  • A fabricação da coleção Tête de Mort constitui um trabalho de uma singular complexidade, que somente os melhores ateliês franceses dominam. As pedras são selecionadas pela Maison por seu tom naturalmente pastel e profundo, sua qualidade e seus reflexos, sendo então esculpidas para poderem revelar os ínfimos detalhes dessas vanidades. 

DOIS SÍMBOLOS ESCONDIDOS EM CADA CRIAÇÃO

  • A coleção Tête de Mort é permeada de símbolos escondidos dos quais emanam mensagens positivas. As criações em ametista são decoradas com um trevo de granadas tsavoritas, uma referência a um dos amuletos de Christian Dior, enquanto que as criações em calcedônia azul são ornamentadas com uma coroa de lírio-do-vale, uma das flores preferidas do estilista, que tinha o hábito de colocá-la nas bainhas de seus vestidos de Alta-Costura. Pequenos corações gravados na parte detrás, outros arredondados e levemente fora de eixo no corpo da joia, fazem a promessa do amor eterno.

TRÊS TONALIDADES

Perpetuando a herança de Christian Dior, Victoire de Castellane celebra a cor. Por trás da escolha de cores se esconde um novo enigma, pois cada nuance simboliza um estado de espírito: a força é caracterizada pelo azul profundo da calcedônia, a quietude, pelo rosa pó do quartzo, e o equilíbrio, pelo violeta delicado da ametista. Três tonalidades que permitem a cada um encontrar uma joia adequada à sua personalidade.